Entenda a relação entre a alimentação e produtividade dos colaboradores

29 de outubro de 2021

Toda empresa sonha com uma equipe de funcionários com alto rendimento, não é mesmo? No entanto, existem estratégias muito eficientes para ir em busca desse objetivo, mas que não são tão abordadas por muitas organizações. Por exemplo, você já ouviu falar da relação entre alimentação e produtividade?

A dieta adotada por cada pessoa influencia diretamente a obtenção de nutrientes fundamentais para o bom funcionamento do corpo. Caso essa alimentação esteja desregulada, há mais chances de haver um déficit nutricional no organismo. Sendo assim, desequilíbrios das funções do corpo vão começar a surgir.

Quer saber o que isso tem a ver com um bom rendimento da empresa? Então, acompanhe este post e conheça mais sobre a importância de relacionar alimentação e produtividade no trabalho!

A alimentação como ferramenta essencial para a produtividade

Como visto, quando uma pessoa não tem uma dieta equilibrada, com os nutrientes ideais, é comum que o seu corpo não funcione como deveria. Assim, a imunidade tende a baixar, o intestino não trabalha adequadamente, há falta de energia e várias doenças podem surgir desse contexto.

Do ponto de vista mental, a má alimentação pode provocar cansaço excessivo, dores de cabeça, problemas de memória, mau-humor e falta de concentração. Ter muitos colaboradores com esses sintomas no ambiente de trabalho não é muito vantajoso, pois isso interfere diretamente na produtividade da equipe e, consequentemente, nos objetivos da empresa.

É por esse motivo que o ambiente corporativo deve incentivar bons hábitos alimentares entre os colaboradores. Além de promover um melhor clima organizacional, por contribuir para a melhora do humor e o combate do estresse, uma alimentação equilibrada também traz vários benefícios à organização.

Por exemplo, é possível combater o presenteísmo com essa medida, tendo em vista que profissionais bem nutridos estão menos vulneráveis a uma série de doenças e apresentam um maior bem-estar. 

Além disso, vale ressaltar que ter a alimentação como uma das ferramentas essenciais para a produtividade é importante não apenas no trabalho presencial, como também no home office. Afinal, é preciso considerar que o trabalho em casa não dispensa o profissional de cometer exageros ou não se alimentar adequadamente.

Os riscos da alimentação desequilibrada no ambiente profissional

Conseguiu entender por que a alimentação é importante para a produtividade? Antes de começarmos a refletir sobre algumas medidas que podem incentivar a boa nutrição no ambiente de trabalho, é necessário ressaltar os riscos de uma dieta desequilibrada entre os colaboradores.

Como visto, os alimentos são as principais fontes de energia para o corpo. Por meio de uma série de nutrientes, como carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais, o organismo pode obter substâncias que não produz sozinho, ou que não produz suficientemente, e que são essenciais para o seu funcionamento.

Doenças crônicas

Quando os hábitos alimentares são desorganizados e o corpo não recebe com frequência os nutrientes que precisa para trabalhar adequadamente, problemas começam a surgir. Por exemplo, uma dieta que apresenta muitos alimentos doces e gordurosos oferece mais carboidratos e lipídeos do que o organismo realmente necessita para produzir energia. Assim, tudo o que se excede é estocado.

O corpo se encarrega de fazer essa reserva de energia automaticamente como um mecanismo de proteção, caso algum dia falte carboidratos e lipídeos para realizar os processos necessários. No entanto, quando isso ocorre com frequência e intensamente, surge a obesidade.

O sedentarismo é outro problema do grande estoque de energia. Afinal, isso significa que não está havendo um déficit calórico adequado. Assim, além de consumir mais do que deveria, o indivíduo não se exercita o suficiente.

Ao mesmo tempo, dietas que carecem de nutrientes ricos, como vitaminas e minerais, podem provocar vários problemas, como anemia, imunidade baixa, doenças ósseas, distúrbios na tireoide, tumores, entre outros.

Isso pode levar a doenças crônicas sérias, que afetam a saúde física e mental, como:

  • colesterol alto;
  • diabetes;
  • hipertensão;
  • depressão;
  • transtornos de humor;
  • câncer.

As estratégias para dialogar com o colaborador sobre a alimentação

Tendo em vista esses fatores, é uma boa estratégia adotar medidas para dialogar com os colaboradores sobre a importância de apostar em uma alimentação saudável. Para isso, é necessário primeiramente conscientizá-los de que os hábitos alimentares interferem consideravelmente na saúde e no bem-estar.

Além disso, é possível investir em medidas que contribuem para que os funcionários tenham uma rotina mais saudável, no que diz respeito a hábitos para a saúde. Assim, é possível obter resultados positivos, dentro e fora do ambiente de trabalho.

Contudo, é importante mostrar que a empresa se importa, de fato, com o bem-estar dos colaboradores. Caso contrário, essas estratégias podem parecer apenas uma tentativa de lucratividade sobre a saúde da equipe.

Por esse motivo, acima de tudo, é importante que cada profissional se sinta valorizado dentro do ambiente de trabalho. Isso é possível com a troca de feedbacks, o treinamento, uma boa comunicação interna e um clima organizacional agradável.

As melhores práticas para incentivar a alimentação saudável e equilibrada

Que tal algumas dicas para incentivar a alimentação saudável entre os colaboradores? Veja, a seguir, estratégias que funcionam dentro do ambiente de trabalho!

Campanhas de conscientização

Como visto, começar pela conscientização é um bom caminho. Cartazes informativos, conversas sobre o assunto, palestras e oficinas voltadas para a importância nutricional podem ser de grande ajuda nesse momento.

Benefícios como vale-refeição e vale-alimentação

Além disso, é preciso que os funcionários tenham os recursos necessários para investir em uma boa alimentação. O vale-refeição e o vale-alimentação são benefícios muito atrativos que, além de ajudar na retenção de talentos e na satisfação dos colaboradores, contribuem para uma dieta mais saudável.

Assistência médica

Muitas pessoas podem ter dificuldade em adotar uma alimentação saudável. Nesse caso, o apoio de um profissional especializado, como o nutricionista, torna-se fundamental. Quando os colaboradores têm benefícios como assistência médica, isso é ainda melhor. Afinal, eles podem ter acesso a atendimentos médicos de qualidade e cuidar melhor do bem-estar. 

Tenha em mente também que a Medicina Preventiva tem contribuído muito para a redução de doenças e, consequentemente, dos gastos com cuidados médicos. A longo prazo, essa medida gera economia.

Refeições corporativas nutritivas

Já se a empresa oferece refeições aos colaboradores, é importante voltar a atenção para os nutrientes presentes nesses pratos. Ter o acompanhamento de um especialista em nutrição para montar os cardápios é essencial nesse caso.

Agora a relação entre alimentação e produtividade é muito mais intuitiva para você, certo? Dar uma atenção maior à qualidade de vida dos colaboradores surte muito efeito nos resultados da empresa. Afinal, é possível aumentar também a qualidade do trabalho e trazer ótimas vantagens para a organização.

Quer saber como continuar cuidando do bem-estar dos colaboradores? Entre em contato conosco e entenda como podemos ajudar você!

Panorama sobre os custos da obesidade para o sistema de saúde brasileiro