Como sua empresa pode atuar no combate ao coronavírus?

By 2 de abril de 2020Covid 19, Notícias

coronavírus

A pandemia causada pela COVID-19, o novo coronavírus, vem alterando rapidamente o cotidiano da sociedade e a forma como operamos. É uma situação ímpar que vem exigindo uma adaptação rápida de pessoas e empresas, com o intuito de conter a disseminação do vírus e diminuir o surto de doenças respiratórias.

De acordo com um estudo realizado pela Edelman, que ouviu pessoas em dez países, incluindo o Brasil, 65% dos trabalhadores confiam que as empresas serão eficazes no combate à COVID-19 e cerca de 80% esperam que as corporações tomem medidas para garantir proteção no local de trabalho, adaptando suas operações e oferecendo a possibilidade do trabalho remoto, quando for possível.

Altamente contagioso, a COVID-19 provoca infecções respiratórias e pode ser transmitida pelo ar, por meio de secreções infectadas, como gotículas de saliva, ou pelo contato com superfícies contaminadas. Por isso, conter a propagação e oferecer condições de saúde e segurança aos colaboradores é um grande desafio para as organizações.

Neste artigo, vamos entender como sua empresa pode atuar no combate ao coronavírus, mostrando quais medidas ela pode tomar para garantir a segurança dos funcionários. Confira!

Adote o trabalho remoto quando for possível

A melhor forma de conter a propagação da COVID-19 é evitar ao máximo o contato social. Por isso, estude a possibilidade de adotar o home office ou teletrabalho. Na modalidade, o funcionário opera da própria casa, por meio da tecnologia. Reuniões, por exemplo, podem ser realizadas por meio do Skype ou Hangouts.

Na modalidade, fica a cargo da empresa a responsabilidade pelas condições de trabalho, garantindo saúde e bem-estar para o colaborador mesmo fora de suas dependências. Também é importante ressaltar que a legislação estabelece a negociação em relação aos equipamentos necessários para o trabalho remoto.

Caso a empresa forneça equipamentos, como computadores ou smartphones, esses não devem ser descontados do pagamento ou considerado parte da remuneração. Por outro lado, durante esse período, o vale-transporte pode ser suspenso.

Considere o rodízio de empregados

Diminuir aglomerações é essencial no combate à COVID-19. Desse modo, caso o trabalho remoto não seja possível, considere adotar o rodízio de funcionários. A medida prevê um revezamento entre os colaboradores, diminuindo o número de pessoas ao mesmo tempo no ambiente e, consequentemente, minimizando a probabilidade de contaminação.

Disponibilize material adequado para higiene

A transmissão do coronavírus acontece por meio do contato com superfícies ou secreções contaminadas, como gotículas de salivas que podem ser transmitidas durante a fala, e fluidos provenientes de espirros ou tosses. As mãos, que usamos o tempo todo, também são vetores de propagação do coronavírus e podem contaminar o corpo caso entrem em contato com olhos, nariz ou boca.

Desse modo, caso o trabalho remoto não seja uma possibilidade para sua empresa, é importante tomar medidas para minimizar as chances de contaminação no ambiente de trabalho. Algumas recomendações são:

  • não deixar faltar sabão ou papel toalha nos banheiros;
  • disponibilizar álcool em gel, por meio de dispenser, em lugares de circulação onde não for possível lavar as mãos;
  • oferecer copos descartáveis, para evitar o compartilhamento de objetos pessoais.

Aumente a frequência e o rigor com a limpeza

O contato com superfícies contaminadas também é uma forma de propagação do vírus. Estudos mostram que a COVID-19 pode sobreviver até 72 horas em determinadas superfícies, como aço inoxidável. Por isso é importante adotar medidas para intensificar a higienização de lugares potencialmente perigosos. Algumas dicas são:

  • aumentar a limpeza em ambientes de uso comum, como salas de descanso, elevadores, refeitórios, bebedouros e banheiros;
  • limpar em intervalos menores superfícies usadas frequentemente, como corrimões, maçanetas e botões de elevadores;
  • limpar regularmente equipamentos e ferramentas de uso comunitário, como telefones, impressoras ou maquinário industrial.

Utilizar produtos de limpeza adequados, como água sanitária, limpadores com cloro ou álcool e detergente, e manter o ambiente bem ventilado, também são medidas importantes no combate à propagação do coronavírus. Se for possível, rearranjar o espaço, aumentando a distância entre os postos de trabalho, também ajuda a reforçar as medidas contra a COVID-19.

Adote campanhas sobre a etiqueta da tosse

Além de minimizar os riscos relacionados ao ambiente de trabalho, as empresas também devem divulgar amplamente, por meio de canais de comunicação internos, orientações em relação à postura que os funcionários devem adotar para conter a disseminação do coronavírus.

Em relação à etiqueta da tosse, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica recomenda utilizar um lenço descartável ao tossir ou espirrar, cobrindo a boca e o nariz. Na falta do lenço, deve-se utilizar o antebraço, nunca as mãos, mas caso essas sejam contaminadas, é preciso lavá-las imediatamente. Também é recomendado evitar levar as mãos ao rosto, sobretudo nas mucosas da boca, olhos e nariz.

Também é importante orientar em relação aos sintomas da COVID-19. Caso o funcionário apresente febre persistente ou tenha dificuldade para respirar, ele deve procurar imediatamente uma Unidade de Saúde Básica (UBS).

Estimule a participação do time nas campanhas de vacinação

A gripe tem sintomas semelhantes aos causados pela COVID-19. Por isso, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza foi antecipada pelo Ministério da Saúde, com o intuito de ajudar na triagem de casos para o coronavírus.

É importante estimular os trabalhadores a participarem da campanha de vacinação porque isso ajuda a evitar que o vírus da gripe comum também circule no ambiente ao mesmo tempo que o coronavírus.

Busque engajar o time nas ações de saúde contra o coronavírus

Intervir no ambiente e orientar os colaboradores são medidas essenciais, mas sozinhas, não são o suficiente para atuar no combate à COVID-19. Também é preciso engajar a equipe em relação às medidas de saúde adotadas pela empresa, estimulando a participação do time nas ações de saúde.

Segundo o levantamento feito pela Edelman, 73% dos funcionários desejam receber informação sobre o coronavírus pelo menos uma vez por dia. Dessa forma, estabelecer um canal de comunicação é uma boa forma de manter a equipe engajada com as medidas de proteção adotadas pela empresa.

Utilize a tecnologia a seu favor, por meio de ferramentas como a enfermeira Sara

Outra forma de engajamento e promoção de saúde no ambiente de trabalho é por meio do tratamento individualizado. Nesse sentido, a tecnologia é uma grande aliada, possibilitando oferecer orientações mais precisas, que levam em conta as características como idade, condição de doença pré-existente, se funcionário faz parte de determinado grupo de risco etc.

A enfermeira Sara, da Sharecare, é uma assistente virtual voltada à área da saúde e também um exemplo desse tipo de tecnologia. Buscando integrar a tecnologia ao atendimento humanitário, ela é capaz de conduzir interações estratégicas via chatbot, fazendo uma triagem dos dados coletados durante a interação com o usuário e analisando essas informações, identificando riscos e, posteriormente, orientando em relação aos canais de atendimento que o funcionário deve recorrer.

Ao longo deste conteúdo, você viu algumas medidas que sua empresa pode tomar para ajudar no combate ao coronavírus. Mostramos que adotar o trabalho remoto é a melhor forma de conter a propagação do vírus, mas caso não seja possível, é importante intensificar a limpeza e estimular uma cultura de saúde e higiene no ambiente de trabalho.

Você também conferiu como o engajamento dos funcionários nas ações de saúde é essencial e entendeu que tecnologias como a enfermeira Sara podem ser grandes aliadas em momentos como este, oferecendo um atendimento personalizado aos funcionários.

Esperamos que tenha gostado do conteúdo. Se quiser saber como ter um apoio especializado na luta contra o novo coronavírus, protegendo ainda mais a saúde da sua população, acesse e conheça o Programa de Combate à COVID-19 da Sharecare.