Como a saúde do colaborador impacta a produtividade no trabalho?

By 30 de julho de 2019Notícias

A ideia de que investir na saúde e no bem-estar dos funcionários é um gasto desnecessário não existe mais. Hoje, já está claro para os gestores que proporcionar um ambiente positivo e investir em medicina preventiva é fundamental para que os colaboradores sejam mais produtivos e eficientes, o que interfere diretamente nos resultados da companhia.  

Segundo o relatório Tendências Globais de Capital Humano, divulgado em 2018 pela Deloitte, 61% das empresas afirmam que programas de bem-estar melhoram a produtividade dos funcionários e os resultados financeiros. Ou seja, toda empresa que deseja se manter alinhada às melhores tendências de gestão precisa criar estratégias para que os colaboradores se tornem mais saudáveis e, consequentemente, mais produtivos em suas funções.

Quer saber mais sobre a relação entre a saúde dos trabalhadores e a produtividade no trabalho? Continue a leitura deste artigo até o final e aprenda como melhorar a satisfação e o rendimento da sua equipe!

Como melhorar a produtividade no trabalho?

Uma pesquisa elaborada pela Global Healthy Workplace revelou que algumas das maiores empresas do mundo estão preocupadas com a saúde de seus funcionários. A prova disso é que, em 2016, 69% das multinacionais afirmaram que contavam com uma estratégia global para saúde e bem-estar, sendo que em 2014 apenas 56% afirmaram investir nesse tipo de programa.

Apesar de a relação entre boa saúde e produtividade estar clara, muitos gestores ainda têm dúvidas de como criar um ambiente realmente confortável e sadio para os colaboradores. Além disso, há dificuldades em implementar programas de prevenção de doenças e promoção do bem-estar que realmente sejam eficazes.

Confira a seguir alguns caminhos para começar agora mesmo a aumentar a produtividade dos funcionários e os rendimentos da empresa.

Utilize a tecnologia como aliada

Os recursos tecnológicos vieram para ficar quando se trata de saúde e bem-estar no ambiente corporativo. Atualmente, já estão disponíveis no mercado soluções capazes de identificar, por exemplo, problemas de saúde em comum entre os colaboradores. O objetivo desse tipo de ferramenta é fazer um mapeamento preciso de quais ações preventivas são as mais adequadas.

Adotando tal tecnologia, a empresa economiza de diversas formas:

  • os programas de saúde e bem-estar podem ser direcionados a grupos específicos;
  • o uso do plano de saúde pelos colaboradores é reduzido de forma significativa;
  • o número de dias de afastamento por doença cai drasticamente.

Mas essa não é a única forma de contar com a tecnologia para melhorar o bem-estar e a produtividade no trabalho. Atualmente, também existem softwares e aplicativos desenvolvidos para criar perfis individuais de saúde — uma forma de tornar o indivíduo protagonista do seu bem-estar e deixá-lo em contato com as informações de que precisa para cultivar hábitos saudáveis.

Com esse tipo de tecnologia, a empresa ainda consegue acompanhar em tempo real os dados e informações relevantes sobre o uso do plano de saúde pelos colaboradores, o que é fundamental para agir de forma objetiva com programas de medicina preventiva.

Mantenha as lideranças próximas e alinhadas à equipe 

Uma pesquisa da Right Managemente revelou que trabalhadores motivados são 50% mais produtivos que trabalhadores desmotivados. Esse é apenas um dos indicativos que traduzem a importância de se manter as lideranças alinhadas e próximas de suas equipes.

Em qualquer organização, cabe aos gestores e líderes definir metas e traçar objetivos. No entanto, também devem fazer parte desse trabalho a orientação, a coordenação e até mesmo o suporte emocional aos indivíduos. Afinal, quando pensamos em bem-estar, a saúde mental não pode ser deixada de lado.

Se você ocupa uma posição de liderança, não deixe de comunicar ao seu time o que a organização espera para os próximos meses, quais são os prazos de realização de cada tarefa e esclareça todos os processos fundamentais para a realização de cada trabalho. Cultivar uma comunicação transparente contribui para que os funcionários se sintam confortáveis nas posições que ocupam.

Forneça feedback

Como um desdobramento do tópico anterior, não é possível deixar de mencionar a importante prática de feedbacks. E essa é uma cultura que deve fazer parte de toda a empresa, e não somente da comunicação entre líder e liderados.

Acima de qualquer coisa, o feedback deve ser encarado como uma oportunidade de desenvolvimento. Um estudo do Top Employers Institute revelou que a prática do feedback é considerada pelos colaboradores como a melhor forma de medir o próprio desempenho. Ou seja, implementando essa cultura na empresa, você passa a contar com profissionais muito mais seguros do rendimento que oferecem e, consequentemente, mais produtivos e satisfeitos.

E existem várias técnicas para passar um feedback de forma construtiva, respeitosa e respeitando o contexto em que determinado fato aconteceu, sem extrapolar para outras esferas e ocasiões. Portanto, faça um treinamento da equipe a respeito dessa cultura e comece a colocar em prática um ambiente de colaboração e aprendizado contínuo.

Crie um programa de benefícios

Grande parte das empresas oferece benefícios diversos aos trabalhadores como forma de aumentar a atratividade das vagas e aumentar a retenção de talentos na companhia. É o caso de plano de saúde, vale-refeição, cesta básica, viagens de incentivo, premiação por cumprimento de metas, entre outros.

Ainda que a sua empresa já adote alguma dessas estratégias, pense na possibilidade de estruturar um programa de benefícios que faça ainda mais sentido para os trabalhadores. Dessa forma, fica muito mais fácil aumentar o engajamento, a satisfação, o bem-estar emocional e, consequentemente, a produtividade.

Você pode fazer uma pesquisa de satisfação das ações que já são colocadas em prática, a fim de identificar o que tem dado certo na percepção dos profissionais e o que pode ser melhorado. Em seguida, estabeleça o programa de benefícios, sempre deixando claras todas as regras e as premiações. Em seguida, acompanhe por meio de métricas toda a aplicação do programa.

Tenha uma gestão de saúde e bem-estar

Hoje em dia, já é comum as empresas oferecerem aos trabalhadores aulas de ginástica laboral nos escritórios, criarem convênios com academias, desenvolverem campanhas de conscientização de bons hábitos de saúde etc. No entanto, ainda que tais ações sejam benéficas, se desenvolvidas de forma isolada e sem planejamento, podem resultar em um rombo no orçamento da companhia e em uma baixa adesão dos funcionários.

Por isso, é fundamental contar com uma equipe responsável pela gestão de saúde e bem-estar de toda a população da empresa. Agindo assim e contando com os recursos da tecnologia, é possível implementar ações que vão de fato fazer a diferença na qualidade de vida e também na produtividade.

Como foi mostrado ao longo do texto, para melhorar a produtividade no trabalho, é essencial prezar pelo bem-estar e pela saúde física e mental dos profissionais. Mesmo que a princípio isso possa parecer uma despesa extra, com o passar do tempo, o retorno financeiro de se implementar tais estratégias fica cada vez mais evidente, já que há redução do absenteísmo, aumento da retenção de talentos e melhoria da produtividade em todos os setores da companhia.

Agora que você já sabe qual é a relação entre saúde dos trabalhadores e produtividade no trabalho, compartilhe este artigo nas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a essas informações!

Leave a Reply