Além de impactar a qualidade de vida no longo prazo, dor nas costas, enxaqueca, estresse e outros problemas de saúde podem prejudicar profundamente o desempenho dos colaboradores. Por isso, é fundamental que o ambiente de trabalho seja agradável e considere o bem-estar dos funcionários, permitindo o crescimento profissional, bem como o equilíbrio com a vida pessoal.

É pensando nisso que a Sharecare disponibiliza para seus clientes Programas de Gestão em Saúde, que favorecem a promoção da qualidade de vida e bem-estar, ajudando provedores de saúde, empregadores e planos de saúde a implantar de forma eficaz soluções de saúde e bem-estar a toda sua população.

 

Nossos programas clínicos

Nossos produtos e ferramentas inovadoras proporcionam a cada indivíduo o controle e acompanhamento personalizado da sua saúde, de forma dinâmica e fácil. Maior qualidade de vida das pessoas reflete diretamente na redução de custos médicos para as operadoras de saúde e empresas clientes, com os programas clínicos voltados para a manutenção do bem-estar e da saúde, de modo a prevenir idas ao hospital e internações, além de reduzir afastamentos, absenteísmo e queda de produtividade dos colaboradores.

A dor nas costas é a doença que mais causa afastamentos no Brasil. As doenças da coluna representam 28% do custo total com ortopedia, seguidas por doenças nos os joelhos, ombros e quadril. Há, ainda, tendência de aumento destes custos ao longo dos anos, sendo que em operadoras de saúde, o gasto com ortopedia representa cerca de 10% do custo total do sinistro e 80% desse gasto estão relacionados às internações e cirurgias.

No programa Gestão em Ortopedia, o foco é acompanhar o indivíduo e prevenir lesões na coluna, ombro e joelhos, de modo a melhorar sua qualidade de vida. Por meio de uma equipe de saúde, que conta com mais de 50 enfermeiros, além de outros profissionais da área da saúde, nossos programas clínicos e soluções tecnológicas oferecem o monitoramento remoto dos hábitos da população, além de oferecer orientações com foco em mudança de comportamento.

No programa Gestão de Crônicos, voltado para a população que convive com condições crônicas, como diabetes, dos mais de 10 mil participantes inscritos com pelo menos 12 meses de programa 95% passaram a fazer acompanhamento médico regular, 57% começaram a se alimentar de forma saudável e 55% se exercitam mais do que duas vezes na semana. Devido à melhora nos hábitos diários, o programa gerou uma economia de 74% em custos com internações, além de 26% com custos ambulatoriais.

Enquanto isso, no programa Envelhecimento Saudável, voltado para pessoas com mais de 65 anos, de todos os participantes 87% dizem ter uma boa percepção de sua saúde após receberem orientações do programa. Afinal de contas, prevenção não tem idade! Como consequência, a redução com custos com internações atingiu R$ 742 per capita/mês e os custos ambulatoriais reduziram R$ 177 per capita/mês.

 

Cuidado contínuo e redução de riscos

Por meio de SMS interativo, telemonitoramento, visitas domiciliares e plataforma web, que permitem acompanhar a saúde da população de qualquer lugar do país, uma equipe multidisciplinar (Enfermeiros, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Educadores Físicos, Psicólogos e Assistentes Sociais) faz o acompanhamento do indivíduo em casos de elegibilidade para diferentes condições, com o foco em prevenção e mitigação de risco. Em situações em que ocorre internação, temos o Acompanhamento de Alta Hospitalar, para evitar recorrências.

Dessa forma, a solução reflete na redução de custos com internações, absenteísmo e queda de produtividade, comuns na população que não recebe esse tipo de acompanhamento. A ideia é propiciar um cuidado contínuo – com base no conceito de cuidado integral – focando a atenção no indivíduo e não apenas na sua queixa de dor, mas em todas as áreas como a saúde emocional, social, ambiental, física e acesso ao serviço de saúde, resultando em uma fonte de benefício mútuo para a empresa e seus colaboradores.

 

Análise Preditiva

Cerca de 5% da população de alto risco é responsável por 25% do custo total com saúde de toda a população. E para ajudar a desenvolver estratégias na redução de custos e na tomada de decisões, a Análise Preditiva trabalha na exploração organizada de dados recentes da população para fazer uma previsão futura, o que permite às organizações antecipar resultados e comportamentos com base em dados – e não em um simples palpites ou suposições.

A partir de recursos avançados que cruzam informações da população com algoritmos capazes de identificar aqueles com grandes chances de desenvolver problemas de alto custo, o programa tem como objetivo aprimorar a gestão de saúde e bem-estar, realizando um mapeamento de toda a população e identificando a probabilidade ou chance de eventos futuros com base em padrões históricos. E esses dados podem ser utilizados para identificar oportunidades: redução de custos médicos, diminuição da sinistralidade, maior poder de análise, agilidade na identificação de riscos, relatórios de fácil entendimento.

 

Ligue Saúde: um canal de atendimento personalizado para emergências e dúvidas em saúde

A superlotação nos Prontos Atendimentos públicos e privados é uma das principais queixas dos pacientes em relação à espera por atendimento, além de estarem sujeitos aos riscos do ambiente hospitalar. Para contribuir para a qualidade de vida e o bem-estar de pessoas que muitas vezes se encontram nessa situação, a Sharecare desenvolveu um sistema avançado de atendimento em saúde, personalizado e à distância, para as populações de seus clientes no Brasil: o Ligue Saúde, que está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana.

O objetivo do programa é solucionar eventuais dúvidas queixas de saúde a partir de um canal de atendimento direto e confiável entre paciente, Enfermeiro ou Médico – a depender da queixa, baseado em certificados internacionais e evidências científicas. Dessa forma, o especialista é capaz de identificar, mesmo à distância, a melhor forma de conduzir o atendimento com eficiência, assim como a necessidade de cuidados avançados, reduzindo riscos e tornando a estabilização clínica mais ágil. Conheça o Ligue Saúde, ligue para 4440-0648.