Saiba como a Sharecare pode contribuir para a prevenção de doenças ocupacionais

By 24 de setembro de 2019Notícias

Você já deve ter ouvido falar e lida com doenças ocupacionais todos os dias. Derivadas do estresse e do ritmo agitado do mundo corporativo atual, é normal que os trabalhadores sofram com elas. No entanto, é preciso investir na saúde dos colaboradores, tanto para aumentar a qualidade de vida quanto para elevar a produtividade e reduzir custos com multas, acidentes e encargos.

Para ter uma visão abrangente do cenário da sua empresa, é preciso atuar com foco na integração entre saúde digital (high tech) e humanizada (high touch). Como alcançar esse patamar? A resposta passa pelo uso de uma plataforma completa, com metodologia de cálculo de ROI e recursos de engajamento, como a da Sharecare.

Achou interessante? Neste post vamos explicar melhor como é possível aumentar a saúde e a qualidade de vida no trabalho por meio de ações preventivas, quais são as vantagens dessa prática e os diferenciais da Sharecare. Continue a leitura para saber mais!

Conheça 5 vantagens de prevenir doenças ocupacionais

Uma doença ocupacional é caracterizada pela relação com as atividades desempenhadas pelo colaborador ou as condições de trabalho em que está inserido. Os principais exemplos são as Lesões por Esforço Repetitivo (LER) e os Distúrbios Osteomoleculares Relacionados ao Trabalho (DORT).

No entanto, existem várias outras situações. É o caso do câncer de traqueia para pessoas que trabalham em minas e refinação de níquel. Por esse motivo, o Brasil registrou quase 17 mil mortes e 4,5 milhões de acidentes de trabalho entre 2012 e 2018. Essa situação gerou gastos previdenciários equivalentes a R$79 bilhões com benefícios acidentários no período.

Além disso, as empresas do país perderam 351,7 milhões de dias de trabalho devido aos afastamentos acidentários e previdenciários nesses 6 anos. Achou esse número um exagero? Na verdade, não é. Perda de produtividade, rotatividade de colabores (turnover), desligamentos e outras situações geram custos elevados.

É por isso que as perdas no Produto Interno Bruto (PIB) chegaram a R$264 bilhões entre 2012 e 2017. A estimativa ainda é de custos anuais de R$71 bilhões, o que representa quase 9% da folha salarial de todo o país.

Esses dados já demonstram as vantagens de prevenir as doenças ocupacionais. No entanto, ainda existem outros benefícios, como você verá a seguir.

1. Melhoria dos resultados

As empresas dependem de lucro para sobreviverem. Se os gastos com afastamentos, desligamentos e faltas forem elevados, a margem fica comprometida. Ao mesmo tempo, o aumento da sinistralidade gera custos maiores com o plano de saúde.

Isso acontece porque, geralmente, quem usa os recursos do convênio são os colaboradores doentes. Ao atuar de maneira preventiva, com foco no risco dessa população, a tendência é de haver menos gastos, porque os colaboradores ficam mais saudáveis.

2. Redução do absenteísmo

As faltas implicam perda de produtividade. Esses são custos indiretos, mas também impactam a organização. Um exemplo é uma pessoa com asma. Por mais que essa doença não tenha relação com a atividade ocupacional exercida, o profissional pode precisar de internação e faltar ao trabalho em períodos de crise.

Ao atuar de maneira preventiva, o absenteísmo é reduzido e a qualidade de vida no trabalho, favorecida. A consequência é a maximização da capacidade dos colaboradores e a manutenção de uma equipe produtiva, engajada, motivada e integrada.

3. Aumento da lucratividade

A produtividade elevada e a redução dos gastos com a sinistralidade do plano de saúde e com os absenteísmo e afastamentos geram um crescimento da lucratividade. Com mais dinheiro em caixa, a empresa tem oportunidade de investir em outras iniciativas, tanto para melhorar seu posicionamento de mercado quanto para aprimorar a saúde dos profissionais e sua qualidade de vida.

4. Diminuição do risco de multas e processos trabalhistas

A legislação brasileira exige que as empresas se atentem às normas regulamentadoras, portarias, instruções normativas e artigos da CLT, a fim de aprimorar a saúde ocupacional e a segurança do trabalho. Caso as exigências sejam ignoradas, a organização está suscetível às fiscalizações, com aplicação de multas e processos trabalhistas.

5. Crescimento da conscientização dos trabalhadores

A integração entre a saúde digital e a coordenação de cuidados faz com que os riscos ocupacionais sejam reduzidos. Para a empresa, essa é uma estratégia de contenção de custos, porque os profissionais se tornam mais conscientes no que se refere aos cuidados com a saúde. A consequência é o uso do plano de saúde de maneira adequada e com menos desperdícios.

Entenda por que se preocupar com os grupos de riscos

Os colaboradores precisam ser classificados de acordo com o risco que correm para ser possível atuar de maneira direcionada. Essa é a melhor forma de oferecer um ambiente seguro e que minimiza os riscos aos quais ele está exposto.

Ao fazer a estratificação, é possível identificar os grupos de risco, ou seja, as pessoas com pré-disposição para alguma doença. Assim, há uma atuação preventiva por meio de um programa de coaching.

Perceba que a ideia aqui é ir além da legislação. Apesar de as regras serem seguidas, o objetivo é impedir a ocorrência de qualquer tipo de doença ocupacional. É o caso de um trabalhador de uma empresa de gás, que corre o risco de ter problemas no ombro por carregar o botijão.

Assim, além de ter a estrutura exigida, com a quantidade de colaboradores solicitada, a organização vai além e identifica os problemas mais comuns para aquela população.

Como identificar os grupos de risco?

Há duas principais formas. A primeira é o real wade past. Na plataforma da Sharecare, você verifica as doenças a que os indivíduos se referem, de acordo com suas perguntas e respostas. A segunda é o banco de dados da operadora, que informa os sinistros.

O ideal é ter os dois tipos de informação para ter uma visão mais completa. Assim, se existe um diabético no início do programa de prevenção de doenças ocupacionais e a empresa pretende reduzir custo, é interessante cruzar essa informação com os dados de sinistro para saber se essa pessoa tem um potencial gastador.

Saiba sobre os diferenciais da Sharecare que permitem essa prevenção

A Sharecare oferece soluções para os riscos de doenças crônicas ou de hábitos de vida. Sendo líder mundial na combinação de saúde digital com gestão de saúde integrada, a empresa ajuda seus clientes a reduzirem riscos e custos por meio de três pilares:

  • beneficiários, que são os usuários finais;
  • plano de saúde;
  • hospital, médico e clínicas.

Esses fatores são trabalhados pelos programas clínicos, programa de coaching e o Ligue Saúde, que realiza o atendimento telefônico e evita comparecimentos desnecessários ao pronto-socorro.

Além disso, há a Plataforma Digital Sharecare, que apresenta informações da população usuária e permite cruzar os dados com os do plano de saúde. O resultado é a implementação de programas clínicos de gerenciamento, como gestão de crônicos, coaching preventivo, envelhecimento saudável, saúde mental, gerenciamento de internados e o próprio Ligue Saúde.

A empresa ainda descobre os usuários que mais gastam ou usam o plano de saúde mais que o normal, a fim de realizar um acompanhamento ativo. Pelo app e o portal web Sharecare, a organização ainda verifica recursos para o beneficiário prevenir doenças ocupacionais. Alguns exemplos são:

  • mensuração do nível de estresse pelo tom de voz;
  • contador de passos;
  • cálculo da idade real com base no histórico de saúde e hábitos;
  • qualidade do sono;
  • inputs manuais, como alimentação, pressão arterial e peso.

Com todas essas informações, fica muito mais fácil prevenir as doenças ocupacionais e gerenciar a saúde da população corporativa. A consequência será o alcance dos benefícios citados anteriormente, com elevação da motivação e do engajamento.

Então, que tal apostar na melhoria da saúde dos profissionais? Entre em contato conosco, converse com um profissional da Sharecare e veja como reduzir custos com foco em resultados!

Leave a Reply