Sente algum tipo de dor há mais de três meses? Com a rotina atribulada de trabalho e responsabilidades pessoais, muitas vezes esquecemos de cuidar de nós mesmos ou nos acostumamos com incômodos. Saiba que sentir dor constantemente não é normal. A dor crônica é uma doença caracterizada pelo seu tempo de duração e por sua resistência à maioria dos tratamentos médicos convencionais, o que reflete na nossa qualidade de vida e bem-estar.

Segundo Camila Dias, coordenadora do programa de Gestão de Crônicos e Sênior da Healthways, a dor crônica pode estar associada a outras dores já existentes, intensificadas ao longo dos anos. Alguns exemplos são dores de cabeça, na lombar, artrite e no nervo. “Sabe-se, porém, que a dor crônica tem íntima ligação com o sistema psíquico, correspondente também à sua intensidade”, afirma.

Por esse motivo, a visão em relação ao tratamento, ainda que aos poucos, tem mudado. O alívio, que antes era disfarçado com medicamentos, hoje pode ser alcançado por meio de um tratamento interdisciplinar, incluindo acompanhamento com fisioterapeuta, nutricionista, além de mudanças de hábitos que favorecem a qualidade de vida, como melhores noites de sono, melhor alimentação e atividades físicas ou manuais que diminuem o estresse e trazem sensação de bem-estar.

“Como cada pessoa e cada tipo de dor devem ser considerados em sua individualidade, as atividades adequadas para seu alívio e tratamento seguem a mesma filosofia. Ou seja, não há uma receita pronta, mas sim a necessidade em perceber o que auxilia cada indivíduo no manejo dela”, explica Camila.

O essencial é prevenir-se antes que a dor crônica apareça. A Healthways, uma empresa Sharecare, busca inserir essa prevenção no dia a dia da empresa, trabalhando com medidas ergonômicas para minimizar os impactos das ações rotineiras e incentivando a ginástica laboral, que traz benefícios comprovados se praticada frequentemente. Além disso, são realizados exames periódicos dos colaboradores para identificar problemas ainda no início, oferecendo medidas de tratamento em tempo adequado.

Dor crônica x dor aguda

Por terem aspectos parecidos, é fácil confundir os dois tipos de dores. A dor aguda é geralmente desencadeada por uma lesão ou inflamação, como ossos quebrados, queimaduras ou cortes, e dura menos tempo que a dor crônica. Seu início pode ser repentino ou ser suave e durar por apenas um momento. Entretanto, é preciso ter atenção, pois se o problema que causa dores de curto prazo não for tratado, pode levar a uma dor de longo prazo ou a uma dor crônica.