Como estruturar a gestão de saúde para filiais? Confira as dicas do nosso especialista

By 30 de outubro de 2020Notícias

A globalização e os avanços tecnológicos têm cada vez mais impulsionado a descentralização das atividades empresariais. As barreiras físicas, que antes eram grandes dificultadoras para uma atuação mais ampliada, hoje praticamente não existem.

A difusão da internet somada ao fortalecimento dos meios digitais criou um cenário promissor para modelos empresariais descentralizados, em que matrizes e filiais podem se manter conectadas, integradas e compartilhando informações em tempo real. No mesmo sentido, o trabalho remoto se tornou uma realidade mais comum.

Entretanto, apesar dos avanços, surgiram também alguns desafios para as empresas. Um deles é a gestão de saúde para filiais. Com unidades espalhadas por diferentes localidades, ficou mais difícil para os negócios gerir o RH e avaliar os seus mais diferentes aspectos, sobretudo a saúde, um dos atributos mais importantes do ponto de vista da produtividade e, também, dos custos.

Diante dessa realidade, preparamos este conteúdo sobre o tema, cujo objetivo é ajudar você a estruturar a gestão de saúde para filiais da sua empresa. Acompanhe!

A importância da modelagem preditiva na gestão de saúde

Como dito, a atuação descentralizada tem sido algo bastante comum na atualidade. Esse cenário, apesar de positivo para os negócios, gera alguns entraves para a gestão de saúde dos recursos humanos. Com profissionais atuando em localidades distintas, em diferentes realidades e com características próprias, essa gestão se torna mais complexa.

Avaliar a saúde de todos os colaboradores quando eles estão alocados em diferentes filiais não é tão simples. Da mesma forma, adotar medidas que sejam capazes de otimizar o bem-estar e a saúde de forma uniforme também exige um esforço maior. É nesse contexto, então, que a modelagem preditiva se torna tão estratégica.

Essa modelagem, na prática, consiste na utilização de modelos matemáticos, algoritmos e técnicas de machine learning para identificar a probabilidade de eventos futuros, tomando como base análises presentes e históricas da população da empresa.

Em outras palavras, modelagem preditiva é uma alternativa interessante para a gestão de saúde para filiais, visto que leva em consideração os dados e padrões de toda a população da empresa, em suas diferentes filiais e circunstâncias.

A análise ampliada dos dados garante maior precisão na antecipação de riscos e oportunidades, viabilizando ações direcionadas para cada filial, levando em consideração a realidade de populações específicas. Dessa forma, a empresa consegue estruturar melhor a gestão de saúde das suas filiais, direcionando melhor suas ações e recursos, como campanhas educativas.

Os desafios da gestão de RH em empresas com filiais

Sem dúvida, a gestão de saúde em empresas com diversas filiais é bastante diferente daquelas que operam em apenas um local. Os desafios de uma gestão descentralizada são ainda mais evidentes. A seguir, destacamos alguns dos principais deles para você. Confira!

Acompanhamento periódico e próximo

Um dos principais desafios da gestão de saúde para filiais é manter a proximidade com os recursos humanos e desenvolver um acompanhamento periódico em cada unidade. Quando não se tem as ferramentas adequadas à disposição, como sistemas de monitoramento remoto e troca de informações, esse acompanhamento tende a ser deficiente, abrindo margem para erros e aumento de custos com a gestão de saúde.

Padronização de processos

A falta de padronização de processos é outro quesito que dificulta a gestão de saúde para filiais. A falta de proximidade dos gestores com todas as unidades, por exemplo, torna mais difícil a implementação de modelos de saúde preventiva mais uniformes, que sejam capazes de englobar toda a população da empresa.

Compartilhamento de informações

A troca de informações entre as diferentes unidades de uma empresa é um dos desafios existentes no cenário da gestão de saúde. Ações efetivas para qualificação e promoção da saúde dependem de uma visão ampliada dos recursos humanos, o que requer a unificação de dados em um sistema centralizado, que possa ser acessado e monitorado pelos gestores.

Dicas para melhorar a gestão de saúde em empresas com filiais

Destacada a importância da modelagem preditiva no cenário da gestão de saúde para filiais e pontuados alguns dos desafios mais comuns na implementação dessa gestão, queremos ajudar você a contornar esses entraves e melhorar a saúde e bem-estar dos colaboradores da sua empresa em cada uma das filiais, potencializando a redução dos custos com a sinistralidade do plano de saúde.

Para tanto, a seguir, listamos algumas dicas que podem beneficiar esses importantes atributos. Acompanhe!

Alinhamento de comunicação e objetivos

O primeiro passo, sem dúvida, é alinhar a comunicação e objetivos entre todas as filiais da empresa. É necessário que tanto os colaboradores quanto os gestores estejam cientes da importância da gestão de saúde e, mais do que isso, estejam por dentro das posturas que precisam ser adotadas para reforçá-la no dia a dia.

Cuidados gerais com a prevenção e manutenção da saúde em todas as filiais

Apesar dos diferentes perfis de colaboradores que uma empresa pode ter em suas filiais, existem ações de caráter geral que funcionam muito bem em qualquer realidade. Nesse sentido, a promoção da saúde por meio de orientações sobre hábitos saudáveis, alimentação, práticas desportivas e saúde preventiva, por exemplo, são cuidados básicos que precisam ser incentivados em todas as filiais.

Automatização da coleta e análise de dados sobre a rotina e a saúde física e mental dos funcionários

Os dados são elementos altamente estratégicos quando se trata de gestão de saúde para filiais. A partir deles, gestores têm uma visibilidade muito maior sobre a realidade das diferentes unidades da empresa, avaliando as principais demandas de saúde, os hábitos dos colaboradores e o seu perfil.

Nesse sentido, automatizar a coleta e estruturação desse tipo de informação também ajuda no reforço da gestão de saúde. Além de encurtar o tempo até a tomada de decisão, a precisão das análises é maior, possibilitando ações preventivas mais pontuais e aderentes às demandas.

Como a Sharecare e sua plataforma podem ajudar

Atualmente, os custos com saúde dentro das empresas figuram entre os mais elevados, ficando atrás apenas da folha de pagamento. Essa é uma realidade que demonstra a importância de se adotar e desenvolver uma cultura empresarial que valoriza o bem-estar, a qualidade de vida e a promoção de saúde como ferramentas importantes para a redução de custos e qualificação dos recursos humanos.

Para atingir esse objetivo, a implementação de programas de gestão de saúde e bem-estar desponta como uma ação essencial. Para auxiliar a sua empresa nesse sentido, a Sharecare trabalha na coordenação de projetos ligados à gestão de saúde, cujo objetivo é reduzir os custos médicos, fomentar o engajamento e produtividade dos profissionais, aumentar a competitividade, reduzir o absenteísmo, entre outros benefícios, a partir de estudos e levantamentos estatísticos da população da empresa.

A exemplo, por meio de programas como Gestão de Crônicos e Envelhecimento Saudável, a Sharecare gerou uma redução de mais de R$ 100 milhões dos custos com saúde de seus clientes, em um período de um ano.

Plataforma Sharecare

A Plataforma Sharecare hoje conta com diferentes soluções para otimizar a gestão da saúde dentro das empresas. Todas elas têm um forte apelo tecnológico, se baseando em dados concretos e análises para orientar melhor as decisões e gerar sempre os melhores resultados.

A Modelagem Preditiva Sharecare é exemplo disso. A partir de tecnologias como Big Data e Machine Learning essa solução é capaz de cruzar dados de toda a população da empresa, em suas diferentes filiais, identificando colaboradores com alta probabilidade de desenvolver problemas de saúde de alto custo e risco, como diabetes, hipertensão, câncer e outros.

Outra solução Sharecare capaz de auxiliar na gestão de saúde para filiais é o Ligue Saúde, um canal de atendimento personalizado que conecta o colaborador a um enfermeiro ou médico, com o objetivo de facilitar a solução de eventuais dúvidas e queixas sobre saúde.

A grande vantagem dessa solução é a sua disponibilidade, que permite a utilização por qualquer funcionário, em qualquer lugar e qualquer momento, estando disponível 24h por dia, 7 dias por semana. O Ligue Saúde, na prática, evita que profissionais com algum problema de saúde, ainda que simples, não saibam o que fazer, acionando a cobertura do plano sem necessidade, por exemplo.

Além dessas soluções, a Sharecare conta com outras, como:

  • Coaching Preventivo — um programa voltado para a melhoria da qualidade de vida a partir de mudanças de hábitos da vida cotidiana do trabalhador;
  • Gestão de Crônicos — um programa de monitoramento e acompanhamento profissional de pessoas com doenças crônicas, como hipertensão arteriais, diabetes, asma e outras, com o objetivo de evitar o seu agravamento;
  • Saúde Mental — um programa que avalia o perfil de condições emocionais mais recorrentes na população da empresa, graduando os seus níveis com o objetivo de oferecer cuidados médicos, inclusive por telepsicologia, de forma efetiva.

Por fim, todas essas soluções podem ser aplicadas na qualificação da gestão de saúde para filiais. Com um viés preventivo, a Sharecare utiliza a inteligência dos dados para conhecer melhor a realidade da população de cada empresa, priorizando investimentos e auxiliando no desenvolvimento de uma gestão personalizada, aderente ao perfil da população. As soluções da Plataforma Sharecare vão ao encontro de uma gestão qualificada, em que o foco está em reduzir a sinistralidade do plano de saúde e promover o bem-estar de maneira geral.

Quer aproveitar melhor os benefícios e possibilidades das soluções Sharecare? Entre em contato conosco hoje mesmo!