Indicadores de bem-estar: tudo sobre o Índice Gallup-Sharecare

By 28 de outubro de 2020Notícias

O cotidiano dentro de uma empresa é composto de demandas, responsabilidades e pressões por melhores resultados, o que impacta diretamente a saúde emocional e física dos colaboradores. Esse cenário faz com que os indicadores de bem-estar se tornem ferramentas ainda mais valiosas.

Atualmente, sabe-se que é preciso pensar em estratégias para melhorar a qualidade de vida dos profissionais, até mesmo porque isso tem impacto nos próprios resultados da empresa. Por esse motivo, apostar em boas condições de trabalho se tornou uma verdadeira ferramenta de gestão, indo além de programas de saúde ocupacional e da prevenção de riscos.

Uma vez que aquilo que não é medido não pode ser gerenciado, é fundamental elaborar pesquisas que considerem os aspectos físicos e emocionais da vivência do colaborador dentro da empresa — e é aí que entram os indicadores de bem-estar no trabalho, como o Índice Gallup-Sharecare.

Neste artigo, mostraremos os grandes diferenciais desse projeto. Além de explicarmos seu funcionamento, detalharemos quais são os benefícios de aplicar esse tipo de indicador na sua organização. Confira!

Os dados por trás do Índice Gallup-Sharecare de Bem-Estar

A Dra. Ana Cláudia Pinto, responsável por Produtos e Soluções Digitais na Sharecare, explica que o índice é sustentado por uma base de dados extremamente valiosa. “O Gallup-Sharecare Well-Being Index™ é resultado de 2,6 milhões de pesquisas (até o momento), sendo o maior conjunto de dados do mundo sobre bem-estar”, detalha a especialista.

Por esse motivo, o Índice Gallup-Sharecare é o mais consistente e aceito mundialmente para avaliar essa questão. Outra característica que constitui seu diferencial é a sua abrangência. A grande maioria de índices de bem-estar foca apenas na saúde física do colaborador, ou conferem uma atenção mínima à sua saúde emocional.

Esse é um grande erro, uma vez que não há uma separação real desses fatores. Somos seres psicossomáticos, o que significa que nossas condições físicas e mentais influenciam umas nas outras. É preciso ter em mente que esse tipo de problema tende a vir acompanhado de outras questões de saúde.

Como mostra um estudo feito nos Estados Unidos, aproximadamente metade dos adultos com diagnóstico de problemas mentais sofre também de ao menos quatro doenças crônicas. E qual o impacto disso nas empresas? Segundo a Previdência Social, desde 2017 a depressão é a décima principal causa de afastamentos.

Vejamos, então, como o indicador da Sharecare ajuda a gerenciar a saúde com mais eficiência para combater problemas como esses.

Os 5 elementos que compõem o Índice Gallup-Sharecare

O Gallup-Sharecare foca em 5 aspectos interdependentes e inter-relacionados: o propósito, o social, o financeiro, o físico e a comunidade. Quando todas as 5 áreas da vida de um indivíduo estão em equilíbrio, o seu bem-estar global é alcançado, o que agrega inúmeros benefícios para a instituição.

Entenda quais são os elementos envolvidos, conforme levantamos com a Dra. Ana Cláudia Pinto.

1. Propósito

Na sociedade atual, os empregos não são mais vistos como apenas uma fonte de renda. A verdade é que eles se tornaram uma maneira de alcançar a realização pessoal. Sendo assim, estar satisfeito com as atividades desempenhadas é fundamental para se manter motivado e atingir as metas e objetivos em conjunto com a empresa.

2. Social

É preciso desenvolver uma vida social além do trabalho, com relacionamentos, hobbies e atividades de lazer. Além de incentivar esses momentos, a empresa deve valorizar e respeitar o tempo livre, evitando uma carga horária de trabalho excessiva.

3. Financeiro

Os problemas financeiros são uma enorme fonte de ansiedade, estresse e outros sentimentos negativos. Uma vida financeira controlada e bem planejada é imprescindível para que o colaborador tenha qualidade de vida e segurança.

4. Comunidade

A comunidade é parte essencial da qualidade de vida. Para se sentir bem, o indivíduo precisa se reconhecer como parte de um grupo, um lugar. Essa sensação de pertencimento é um fator que influencia o desejo de continuar ali ou procurar outro ambiente.

5. Físico

O bem-estar físico é traduzido como disposição, bom humor, energia e motivação no cotidiano. Segundo Ana Cláudia, “o equilíbrio entre esses elementos contribui para que os indivíduos sejam mais saudáveis, produtivos e felizes“.

Para que serve o índice

Como uma parcela significativa da vida de uma pessoa acontece no ambiente de trabalho, é essencial se sentir bem ali. Entender variáveis do bem-estar pode contribuir para a criação de um ambiente saudável, assim como propício à realização pessoal.

Nesse contexto, compreender a situação em que a população se encontra pode ser feito por meio dos tópicos propostos pelo Índice Gallup-Sharecare. As cinco esferas analisam pontos importantes para avaliar a contribuição da empresa para a realização pessoal dos seus colaboradores.

Com essa análise em mãos, verifica-se quais são os aspectos que vão bem para o indivíduo e aqueles que precisam de alguns ajustes, a fim de melhorar a qualidade de vida e o bem-estar. Depois, são definidos objetivos e estratégias de ação para que eles sejam alcançados.

Ao final de todas as intervenções, os colaboradores tendem a se sentir mais satisfeitos, o que reflete em redução de custos com saúde para a empresa e melhora da competitividade.

A aplicação do Índice

As informações necessárias para a mensuração do Índice Gallup-Sharecare são coletadas de diferentes formas. A primeira delas é o relatório agregado, que “apresenta os dados coletados durante a experiência do usuário na Plataforma Sharecare“, explica a Dra. Ana Cláudia. “As ferramentas utilizadas nessa etapa são o Teste RealAge® e o Gallup-Sharecare Well-Being Index™“, ela complementa.

Além disso, são feitas entrevistas telefônicas. O objetivo é mensurar o bem-estar. Para tanto, são coletadas informações sobre aspectos como:

  • saúde física, emocional e psicológica;
  • propósitos e objetivos de vida;
  • realização com a comunidade;
  • saúde financeira;
  • estilo de vida;
  • histórico pregresso e riscos de adoecimento;

O conjunto de todos os fatores tem papel fundamental na estratégia das empresas. “Nesse sentido, as informações apresentadas neste relatório contribuem para que a organização possa planejar ações e criar programas que promovam a melhoria do bem-estar de sua população e um ambiente de trabalho mais saudável, com mais qualidade de vida e, consequentemente, mais produtivo”, conclui a Dra. Ana Cláudia.

Quais são os benefícios do Índice Gallup-Sharecare

Além de promover uma gestão de saúde que tem maior controle sobre essas diferentes variáveis, existem outros benefícios específicos que podem ser destacados.

Elevada eficácia

É comum que os gestores levem aos seus colaboradores o pedido para participarem de pesquisas mal elaboradas. Assim, o interesse em respondê-las é mínimo e o resultado é insatisfatório ou até irreal. A elevada eficácia do Índice Gallup-Sharecare se deve as suas pesquisas inteligentes, que colocam o indivíduo no centro do processo.

Dessa forma, além de demonstrar o cuidado com seus funcionários, a empresa consegue engajá-los e levantar mais dados com mais precisão.

Redução de custos

Problemas de saúde de qualquer tipo causam queda na produtividade, afastamentos, absenteísmo e outros impactos negativos para os funcionários e a empresa. Com a plataforma Sharecare o colaborador tem acesso ao seu histórico de saúde e pode receber intervenções personalizadas, respeitando sua confidencialidade, para estimular melhorias em sua forma de desempenhar o autocuidado.

Ele também pode ler conteúdos educativos e encontrar serviços de saúde na palma da sua mão. Isso significa mais bem-estar para o colaborador, o que é traduzido em menos custos com o plano de saúde e menor absenteísmo.

Maior produtividade

Cuidar da saúde e do bem-estar favorece a produtividade por diversos motivos. O indivíduo que tem qualidade de vida em todas as esferas terá energia e motivação, o que é importante para conseguir realizar todas as tarefas com eficiência. Além disso, se sentir bem consigo, realizado e valorizado, reflete positivamente na produtividade.

Um outro ponto é que um ambiente de trabalho desagradável ou inadequado pode gerar falta de pessoal em curto e longo prazo — sem falar no risco do afastamento, mencionado anteriormente. Por isso, é fundamental colocar os dados para trabalhar a favor da sua empresa.

Viu só como é possível cuidar do bem-estar no trabalho e da saúde do colaborador por meio do Índice Gallup-Sharecare? A coleta otimizada de informações e a geração de relatórios serão fundamentais para criar medidas simples e eficazes, que melhorarão a satisfação da equipe e a produtividade. Então, vale a pena rever a estratégia de gestão de saúde e contar com esse tipo de ferramenta tão vantajosa!

Se gostou da ideia, entre em contato com a Sharecare e veja como é possível adotar essa e outras soluções na sua empresa!