Os impactos negativos da insatisfação dos funcionários e o que fazer para reverter o quadro

By 28 de abril de 2020Notícias

insatisfação dos funcionários

Uma pesquisa da consultoria RH Robert Half apontou que 40% dos profissionais se sentem desmotivados com o trabalho. O levantamento entrevistou pessoas com mais de 25 anos e com ensino superior. É um dado relevante e que causa preocupação, visto que a insatisfação dos funcionários tem impacto negativo na organização.

Um ponto importante é entender as principais causas para esse descontentamento no ambiente organizacional e conhecer os efeitos que isso traz para qualquer empresa.

Se você quer mais informações sobre esse assunto, acompanhe nosso post. Também vamos mostrar algumas maneiras de engajar e motivar sua equipe, revertendo essa situação. Confira!

Quais são os principais motivos que levam à insatisfação dos funcionários?

A insatisfação dos colaboradores pode ter diversas razões, como as que apontamos a seguir.

Ausência de feedbacks

Empresas que não têm uma política de feedbacks correm o risco de ter um time desanimado. Isso porque os profissionais precisam de um retorno sobre suas atividades e até de seu comportamento no ambiente organizacional.

Pode ser um feedback que valorize o esforço do funcionário, motivando-o, inclusive, a ter um desempenho ainda maior, ou que aponte falhas, indicando os pontos em que ele precisa melhorar. Com isso, a equipe se sente valorizada e sabe o que a organização espera de seu trabalho.

É necessário ainda que as lideranças tenham uma comunicação aberta com os funcionários, para que eles também possam fazer sugestões ou críticas sobre a empresa ou a respeito de processos do trabalho, a fim de melhorar o clima organizacional e a produtividade.

Impossibilidade de crescimento

Imagine um profissional que gosta da empresa e da área em que atua, mas que sabe que naquele lugar não consegue subir de cargo. Certamente, com o passar dos anos, ele vai ficar insatisfeito, o que pode se refletir na piora de seu rendimento, e em seu desligamento da companhia.

Excesso de burocracias

Outro ponto que pode ser um empecilho para a satisfação das equipes é o excesso de burocracias, seja para falar com o supervisor de RH, seja para solicitar horas-extras, marcar horário com algum líder, entre outras situações.

Problemas de saúde física ou mental

Pessoas que sofrem com alguma doença crônica e não realizam o acompanhamento adequado ou quem tem problemas de saúde mental, como estresse e ansiedade, também não conseguem ter ânimo para trabalhar e desempenhar bem suas atividades.

Falta de benefícios competitivos

Salários abaixo da média para o cargo e falta de benefícios, como plano de saúde, são fatores que podem desmotivar as equipes, que passam a se sentir desvalorizadas pela empresa.

Como saber se as equipes estão insatisfeitas e quais os impactos dessa percepção na companhia?

A empresa pode fazer uma pesquisa com os funcionários (sem que eles precisem se identificar) para descobrir se estão satisfeitos com o emprego. Além disso, é possível notar o problema a partir dos impactos negativos que essa desmotivação das equipes traz para os resultados da empresa. Veja a seguir.

Rotatividade alta

A primeira questão é o turn over, que impacta nas finanças da organização e em sua rotina. Cada vez que um funcionário decide sair da empresa, é necessário arcar com custos de desligamento, de processo seletivo, de contratação e de novos treinamentos.

Absenteísmo

Quando o profissional não está feliz na empresa, deixa de dar importância para seu trabalho e acaba faltando com uma frequência maior. O absenteísmo tem um custo alto para a companhia, que passa praticamente a contar com um funcionário a menos, prejudicando o andamento das atividades, o atendimento ao cliente, entre outros fatores.

Queda de desempenho e produtividade

Um funcionário desmotivado não tem entusiasmo e proatividade para realizar suas atividades, o que impacta negativamente em seu desempenho e no trabalho de toda a equipe.

Conflitos no ambiente organizacional

Outra consequência ruim da insatisfação no trabalho pode ser o aumento de problemas entre os funcionários e de conflitos no ambiente organizacional, o que também compromete a rotina e os resultados da organização.

Perda de vantagem competitiva

Todos os fatores citados representam uma perda de vantagem competitiva para a empresa, pois ela deixa de ter funcionários comprometidos, que querem crescer e inovar. Assim, a companhia pode perder espaço para a concorrência, pois não consegue crescer.

O que fazer para motivar e engajar os funcionários?

Apesar dos impactos negativos que a insatisfação de funcionários oferece para as organizações, saiba que é possível reverter o quadro com algumas medidas. Confira abaixo.

Capacitação da liderança

Em muitos casos, é necessário que a empresa capacite suas lideranças para que elas trabalhem mais perto da equipe, inspirando e motivando os funcionários a melhorarem o desempenho.

Investimento em ações de clima organizacional

É importante que o setor de Recursos Humanos planeje atividades para melhorar o clima organizacional. Pode ser com pesquisas de satisfação, com um canal de comunicação para receber reclamações e sugestões e com outras políticas de valorização para quem desempenha um bom trabalho. Com isso, é possível lidar melhor com temas como turnover e retenção de talentos.

Realização de treinamentos

A organização deve criar programas para qualificar os times. Com isso, além de o funcionário perceber que a empresa se preocupa com seu crescimento, ela também forma talentos, melhorando os resultados.

Desenvolvimento de planos de carreira

Além de treinamentos, é essencial que a empresa ofereça um plano de carreira para o funcionário para que ele possa crescer profissionalmente dentro da organização. Assim, fica mais fácil contar com colaboradores engajados.

Oferecimento de benefícios

Por último, é importante ter benefícios voltados para a qualidade de vida e bem-estar das equipes. Os gestores podem, além de oferecer um plano de saúde, trabalhar com programas personalizados direcionados para as necessidades de cada funcionário e também para a mudança de hábitos. Em resumo: estamos falando em adotar medidas de promoção da saúde junto às equipes.

Essa é uma estratégia que vai agradar os profissionais, reduzir o absenteísmo por problemas de saúde física e mental e também atrair talentos para a organização.

Ter uma atenção especial com a insatisfação dos funcionários, identificando as causas e, a partir disso, buscando meios de modificar essa situação, é essencial para as empresas que querem melhorar seus resultados.

Gostou do assunto que trouxemos neste post? Então confira outros temas como este: basta assinar a nossa newsletter!