Sabe aquelas horas perdidas no pronto-socorro? Pois é, agora essa realidade pode ficar no passado. O programa Ligue Saúde oferecido pela Sharecare foi desenvolvido justamente para reduzir as idas desnecessárias à emergência, reduzindo faltas e custos, além de dar suporte em saúde de qualidade aos usuários.  

O programa é realizado por um time de enfermeiras e médicos, baseado em certificados internacionais, protocolos e evidências científicas. Dessa forma, o especialista é capaz de identificar, mesmo à distância, a melhor forma de conduzir o atendimento com eficiência, assim como a necessidade de cuidados avançados, reduzindo riscos e tornando a estabilização clínica mais ágil.

Toda e qualquer situação pode ser atendida pelo canal, tanto problemas de saúde específicos, quanto epidemias, casos de suspeitas de doenças como H1N1, zika vírus, dengue e febre amarela, surtos (como hepatite ou outros) e emergências, por exemplo. Caso haja necessidade, um médico da equipe continua o atendimento ou, em situações mais graves, é acionado o serviço de ambulância. Porém, não são apenas situações de urgência e emergência que podem ser atendidas, dúvidas e queixas de menor complexidade também tem seu espaço no programa.

Depois das orientações realizadas no primeiro atendimento, os profissionais da Sharecare entram em contato com o participante novamente para saber como o caso dele evoluiu, se ele melhorou, piorou ou se manteve a queixa.

“Seguimos o conceito de que o paciente deve ser atendido pelo recurso certo na hora certa, a partir da coordenação de cuidado. Além de darmos suporte à pessoa para resolver casos de emergências, ajudamos o paciente a navegar pela rede de serviços e solucionamos outras dúvidas de saúde que ele venha a ter, como qual médico procurar em determinada situação, por exemplo”, explica a Dra. Ana Cláudia Pinto, diretora Produtos e Soluções da Sharecare Brasil.

As empresas que contratam o Ligue Saúde têm à disposição uma análise do perfil dos usuários com informações como:

  • porcentagem de atendimentos comparativamente ao número de usuários;
  • distribuição quantitativa e porcentagem sobre o desfecho;
  • porcentagem de resolução de primeiro, segundo e terceiro nível em relação aos atendimentos realizados;
  • distribuição quantitativa e porcentagem sobre queixas e;
  • top 10, 20 e 30 de queixas.

Esse sistema de triagem, Nurse Triage System, é utilizado há mais de 16 anos em diversos países do mundo, como Reino Unido, Estados Unidos, Canadá, México, Noruega, Dinamarca e Suécia, oferecendo suporte a mais de 320 milhões de pessoas. O sistema gera uma economia de 1,7 milhão de consultas médicas e mais de £ 200 milhões/ano, além de um grande índice de aceitação dos usuários, com 12 milhões de chamadas recebidas anualmente.Para saber mais, acesse o site da Sharecare ou peça uma proposta ao nosso time.