Saúde mental no trabalho: por que é importante e como melhorar?

By 16 de dezembro de 2019Notícias

Saúde mental no trabalho

A saúde mental no trabalho tem preocupado gestores dos mais diversos ramos da indústria, comércio e serviços. E não é para menos, já que dados da Organização Mundial da Saúde indicam que a perda de produtividade gerada por depressão e ansiedade tem para a economia global um custo estimado de 1 trilhão de dólares por ano.

Ainda de acordo com a OMS, a estimativa é de que, em todo o mundo, 264 milhões de pessoas sofram de depressão, sendo que um dos fatores apontados como decisivos para o comprometimento da saúde mental no trabalho são as políticas inadequadas de saúde e segurança.

Considerando esse cenário, fica evidente o quanto é importante que as organizações desenvolvam programas e estratégias para melhorar o bem-estar no ambiente de trabalho. Mas para conseguir isso é necessário sair do senso-comum e pensar em ações realmente efetivas, tanto para a empresa, quanto para os colaboradores.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura deste post até o final e descubra maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho!

Implemente um programa de saúde mental

Apenas adotar medidas isoladas pode não ser suficiente para colher bons resultados. Para realmente gerar impacto para todos os envolvidos, é necessário implementar na empresa um programa de saúde mental com objetivos direcionados.

O primeiro passo é entender o perfil das condições emocionais mais prevalentes na população. Assim, é possível conhecer quais são as melhores medidas a serem tomadas em cada caso, incluindo apoio profissional especializado e coordenação de cuidados médicos.

Nesse processo, a tecnologia é uma grande aliada. Uma alternativa, por exemplo, é contar com instrumentos de autoavaliação da saúde emocional, como questionários, que podem ser facilmente preenchidos por cada colaborador via dispositivo móvel ou computador.

Tendo em mãos um relatório completo da saúde mental dos trabalhadores, fica muito mais fácil atuar com prevenção, fazer o controle de riscos nos casos mais delicados, reduzir o absenteísmo e o presenteísmo e aumentar a produtividade das equipes.

Oriente os colaboradores a fazerem pausas

Estudos comprovam que uma maneira importante de evitar erros e acidentes é adicionar intervalos de descanso em longos períodos de trabalho. Mas essa prática também é muito importante para evitar o esgotamento mental. Isso porque o estresse está diretamente relacionado ao aparecimento de episódios depressivos, devido à liberação prolongada do hormônio cortisol pelo organismo.

Portanto, não deixe de ter atenção a esse ponto, para que os colaboradores não se sobrecarreguem com o intuito de concluir as tarefas. As pausas podem ser programadas de várias formas, conforme o ritmo de produtividade esperado e a natureza da organização.

Avalie se o mais indicado é adotar intervalos de 5 ou 10 minutos a cada 1 ou 2 horas ou deixar que cada colaborador decida em que momento prefere descansar.

Ofereça benefícios e incentivos

Oferecer benefícios de qualidade à população da empresa é essencial para manter os colaboradores engajados. Afinal, quando a empresa se preocupa com o bem-estar de seus colaboradores, é natural que todos se sintam mais motivados, valorizados e reconheçam sua importância para os resultados.

O principal dos benefícios, sem dúvidas, é o plano de saúde. Ainda que a gestão da empresa considere que esse é um investimento expressivo, é preciso ter em mente que os resultados em longo prazo vão muito além.

Um importante artigo publicado na Forbes, a principal revista para negócios do mundo, mostrou que 60% dos trabalhadores estão dispostos a receber menores salários em troca de melhores benefícios. No mesmo sentido, 12% afirmou já ter saído de uma colocação ou recusado uma oferta de emprego devido à falta de auxílio nos custos com saúde.

Ainda, 42% dos entrevistados disseram que uma melhoria em relação aos benefícios seria um fator importante para que eles permanecessem na empresa e para a motivação. Portanto, esse tipo de investimento reduz o turnover e impacta a produtividade.

Ademais, para que os gastos com plano de saúde não se tornem um rombo no orçamento da organização, basta contar com uma gestão em saúde eficiente. Assim, é possível otimizar os gastos e direcionar a verba para o que realmente vai fazer a diferença para todas as partes.

Além do plano de saúde, outros benefícios podem contribuir e muito para a promoção da saúde mental. Alguns exemplos são cursos de capacitação, vale-cultura, viagens de premiação e incentivos financeiros.

Promova a prática de esportes

Já é de conhecimento de grande parte das pessoas que a prática de exercícios auxilia na liberação de endorfina pelo organismo, uma das substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar. Portanto, a prática de esportes é um tipo de incentivo que não pode deixar de ser considerado pelas empresas que se preocupam com a saúde mental no trabalho.

No entanto, é muito importante que as ações sejam direcionadas às reais necessidades dos colaboradores. Nesse sentido, uma boa alternativa é contar com um programa de coaching preventivo, que visa o cuidado com o corpo e a mente.

Esse tipo de solução oferece equipes multidisciplinares de saúde, com objetivo de educar cada colaborador sobre práticas de esportes, hábitos alimentares, manejo de estresse, entre outros. E tudo isso contando com o auxílio da tecnologia, já que com uma plataforma digital específica é possível criar perfis individuais de saúde.

Crie um ambiente corporativo saudável

Não existe saúde mental que resista a um inadequado ambiente de trabalho, e isso está relacionado tanto ao conforto material para executar as tarefas, quanto à cultura da empresa.

Por isso, é muito importante que os gestores se preocupem em adequar a organização a todos os critérios necessários para se obter bem-estar no trabalho. Alguns são: boa ergonomia; controle de temperatura, luminosidade e ruídos; quantidade de horas efetivas de execução de tarefas; entre outros.

Além disso, é preciso cultivar uma cultura corporativa amigável, na qual os gestores agem como verdadeiros líderes e prezam pela cultura do feedback honesto e respeitoso.

Estimule a práticas de técnicas mentais

A meditação é uma técnica milenar de controle da mente que a cada dia vem ganhando mais espaço no ambiente corporativo. E o motivo são os positivos impactos que a prática recorrente pode ter para a saúde mental.

O tipo mindfulness, por exemplo, já é estudado como uma efetiva técnica de combate à depressão e à ansiedade. Pesquisas indicam que a atenção plena resulta em efeitos psicológicos positivos nos praticantes, incluindo aumento do bem-estar, redução de sintomas psicológicos e melhora na regulação comportamental.

Como você viu, várias ações podem ser colocadas em prática para melhorar a saúde mental no trabalho. No entanto, é preciso atenção para que as iniciativas realmente sejam relevantes para todos os envolvidos, o que já pode ser colocado em prática com o auxílio de uma boa gestão em saúde e tecnologia de ponta.

Este conteúdo foi relevante pra você? Então, não deixe de conferir nosso post com 7 maneiras de estimular o bem-estar no trabalho!

Leave a Reply