Como a medicina preditiva aproximou a Unimed VTRP das iniciativas Sharecare

By 24 de junho de 2020Notícias

Unimed VTRP

Em fevereiro de 2020, a Sharecare foi selecionada pela Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo para participar do InnovatiOn, iniciativa que contou com a participação 167 startups de todo o Brasil. A proposta era engajar as selecionadas a atenderem desafios atuais do mercado, com a possibilidade de evoluírem em uma parceria com a Unimed VTRP.

Continue a leitura e entenda um pouco melhor sobre como se deu a parceria. Além disso, descubra como as soluções Sharecare funcionam e os seus benefícios para as operadoras. Vamos lá!

O que é o InnovatiOn

O InnovatiOn é um programa que visa unir a Unimed VTRP com algumas startups previamente selecionadas, para que tenham a oportunidade de se relacionar com uma das maiores cooperativas de saúde do Brasil.

O objetivo é encontrar soluções tecnológicas e inteligentes que possam contribuir com a qualidade dos serviços e para melhorias no atendimento aos beneficiários. Ao mesmo tempo, pretende-se dar às startups a oportunidade de estabelecer uma relação de confiança e cooperativismo com a instituição.

Ao contrário de um programa de ideias, as startups tiveram a missão de apresentar um piloto (ou uma solução já desenvolvida), que tivesse condições de atender aos desafios propostos durante o programa. O requisito básico era ter um Produto Mínimo Viável (MVP) desenvolvido, validado ou comercializado no mercado.

Como ocorreu

O InnovatiOn Unimed VTRP propôs 8 desafios, nos seguintes temas:

  1. Auditoria de contas hospitalares;
  2. Autorização de atendimentos e procedimentos;
  3. Disponibilidade de agenda do cliente;
  4. Exames complementares para diagnóstico;
  5. Medicina preditiva;
  6. Monitoramento da população 60+;
  7. Novos modelos de acesso à saúde;
  8. Vida médica do cliente.

Nessa segunda edição, startups de todo Brasil puderam se inscrever durante o mês de fevereiro. Em março, as selecionadas foram convidadas a participar da primeira etapa: um Pitch Day — termo utilizado para que os empreendedores apresentem, em poucos minutos, sua ideia ou solução. Em seguida, houve a fase da Conexão, em que as empresas tiveram que mostrar em detalhes como trabalhariam em favor da Unimed VTRP, além de construir o desenho de um projeto piloto.

Em abril, o piloto foi apresentado e discutido com decisores da Unimed VTRP. Após o término da rodada, a Sharecare foi selecionada para avançar na categoria Medicina Preditiva e iniciou a operacionalização do projeto, que se estenderá até o mês de julho.

Medicina preditiva: a solução apresentada pela Sharecare

A Sharecare é a criadora de um sistema preditivo que possibilita, para as operadoras de saúde e até mesmo gestores de recursos humanos, a realização de um mapeamento dos principais casos identificados como alto risco para alto custo nos 12 meses seguintes.

Esse trabalho é realizado por meio de recursos avançados para o cruzamento de informações da população, com algorítimos capazes de identificar pessoas com grandes chances de desenvolver problemas de saúde, como câncer, hipertensão, doenças de coluna, diabetes, entre outros.

A importância disso se deve ao fato de que 5% da população de alto risco é responsável por 25% do custo total com saúde. Ou seja, um dos grandes diferenciais da proposta da Sharecare é que, além de o recurso permitir identificar os possíveis problemas de saúde, ele contribui para que as instituições invistam de forma acertada e direcionem as soluções mais adequadas para as pessoas corretas, com foco na prevenção ou tratamento precoce do problema.

Para isso, é analisado o histórico do beneficiário, com base:

  • na avaliação de consultas e exames já realizados;
  • no seu estilo de vida;
  • nas patologias que acometem seus familiares;
  • no mapeamento genético; entre outros.

Como o Big Data contribui para as estratégias de gestão de saúde

A solução é uma forma de garantir que as operadoras olhem para o passado dos seus associados e identifiquem, dentro de sua população, quem pode apresentar o mesmo risco no ano seguinte.

Por exemplo: quando a operadora olha para a sua base de dados relacionados a sinistros e percebe que há muitas consultas e exames por conta de problemas de coluna, pode oferecer programas de prevenção específicos. Assim, fica viável reduzir a progressão desassistida da doença e, consequentemente, diminuir os custos evitáveis relacionados ao problema.

Isso só é possível graças à ajuda da tecnologia e da análise de dados. O machine learning é um conjunto de técnicas que permite coletar, analisar e avaliar digitalmente um grande número de dados, de várias origens, promovendo resultados seguros, reais e estatísticos.

A Dra. Ana Cláudia Pinto, responsável por Produtos e Soluções Digitais Sharecare, destaca o Big Data como o futuro da gestão em saúde. A tecnologia já é empregada com frequência no mundo corporativo, em áreas relacionadas à gestão de pessoas, e pode ser muito útil para os serviços da saúde.

Com esse recurso, a medicina preditiva tem condições de quantificar o risco individual para uma variedade de resultados de assistência médica e determinar as opções ideais e personalizadas de tratamento.

Como a medicina preditiva vai beneficiar a Unimed VTRP

Inovar e cuidar devem ser pontos fortes na gestão de saúde. Por isso, a Sharecare tem o propósito de tornar os seus clientes mais competitivos por meio de soluções inovadoras em gestão de saúde populacional. Os benefícios da medicina preventiva provam que isso é possível.

A medicina preditiva leva uma visão mais clara em relação ao grupo de indivíduos que realmente apresenta risco de saúde. Isso oferece economia de tempo e energia da gestão, além de focar em quem precisa de tratamento e cuidados específicos. Os serviços da Sharecare são conduzidos de forma individualizada e personalizada.

“A análise preditiva permite saber quem são as pessoas que vão gerar maior custo no futuro. Isso influencia muito no controle de sinistralidade da operadora”, explica a Dra. Ana Claudia Pinto, diretora de Produtos e Soluções Digitais da Sharecare e uma das responsáveis pela participação no desafio da Unimed. “Com o recurso, é possível ser mais seletivo na escolha do modelo de trabalho, facilitando o cuidado de quem, de fato, está com risco para certas condições”, completa.

Com o início do projeto-piloto, parte dos beneficiários da Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo será analisada e, futuramente, a expectativa é de que o trabalho seja expandido para toda a carteira de beneficiários.

“Aqui na Unimed VTRP, acreditamos que a medicina preditiva veio para quebrar paradigmas nos cuidados com a saúde e nas possibilidades de tratamento. Por meio da inteligência de dados e inteligência artificial, pretendemos minimizar a incidência de doenças graves e melhorar a qualidade de vida dos nossos clientes. A Sharecare está sendo uma grande parceira nessa missão”, conta Fernando Eisele, head de Inovação da Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo.

Os resultados na prática

Não há dúvidas de que a medicina preditiva pode aprimorar as estratégias de gestão de saúde e otimização financeira das operadoras. Com base no histórico do beneficiário, é possível antecipar diagnósticos e tratar doenças de maneira preventiva, minimizando os impactos. Ao reduzir problemas de saúde e procedimentos evitáveis, a gestão controla melhor os custos e a sinistralidade do plano de saúde.

Ações preventivas estão relacionadas não só à redução de custo, mas também representam mais qualidade de vida para as pessoas. Essa é a missão da Sharecare e da Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo: usar a tecnologia a favor da gestão eficiente e da melhor experiência para o beneficiário.

Entre em contato com a Sharecare e transforme também a gestão de saúde da sua empresa.