Segundo a Associação Internacional de Controle do Estresse, o Brasil é o segundo país mais estressado do mundo, um problema para as empresas  já que o transtorno pode comprometer não apenas o rendimento profissional (como falta de motivação, dificuldade em se concentrar e o relacionamento interpessoal da equipe), como também afetar a saúde dos funcionários.

Um grupo de pesquisadores realizou uma meta-análise com 25 estudos. Eles apontam que os viciados em trabalho tiveram um risco 33% maior de derrame quando comparados a pessoas que trabalhavam entre 35 e 40 horas semanais.

Outro estudo de longo prazo com homens com alto risco de doença cardíaca, mostrou que aqueles que tiraram pelo menos um período de férias por ano foram quase 30% menos propensos a morrer de problemas relacionados ao coração do que os que não tiraram folga.

Ou seja, o trabalho impacta de forma significativa a saúde da população. Por isso, é importante conhecer o perfil de saúde dos seus colaboradores e, assim, traçar estratégias para evitar o agravamento do quadro de saúde e, consequentemente, prejuízos ao trabalho.

A Sharecare é especialista em fazer a gestão de saúde corporativa, além de identificar os principais problemas e riscos na saúde do seu time, a empresa utiliza dados e protocolos cientificamente validados para ajudar os gestores a implantar soluções de saúde e bem-estar a toda sua população.

“Pessoas saudáveis, dentro do conceito holístico de saúde, vivem mais e melhor, são mais produtivas e assíduas ao trabalho, além de utilizarem menos os recursos de saúde, como internações, pronto-socorro e medicamentos”, explica o diretor Comercial e Marketing, da Sharecare, Albert Sales.Para saber como fazer uma boa gestão de saúde do seu time e ainda ter bons resultados financeiros, fale com nossa equipe.