Planejamento em saúde: descubra a importância para sua empresa!

28 de abril de 2021

planejamento em saúde

Em tempos de pandemia, fica ainda mais claro o impacto que um bom planejamento em saúde causa nas empresas. Estamos falando de uma ferramenta que alinha os objetivos da organização aos gastos para promoção do bem-estar dos colaboradores. Afinal, as vantagens desse tipo de iniciativa são grandes.

De fato, a assistência médica continua sendo o benefício mais valorizado pelos brasileiros, como mostram os dados da Catho. Ainda assim, a estratégia precisa ir além do plano de saúde para considerar outros fatores que comprometem a produtividade e geram custos. A depressão, por exemplo, é a terceira maior causa de afastamento de trabalhadores no estado de São Paulo.

Tendo isso em mente, reunimos aqui tudo o que você precisa saber sobre o planejamento anual de ações e gastos com saúde e bem-estar — a definição, os benefícios e como implementar. Confira!

O que é um planejamento em saúde?

Um planejamento em saúde estabelece os objetivos da empresa em torno dos cuidados com saúde e bem-estar dos colaboradores, além de descrever as ações para alcançá-los e os gastos necessários. Formalizado em um documento criado pela própria empresa, ele funciona como um guia. Na prática, estamos falando de uma maneira de integrar a gestão de saúde à estratégia de negócios.

Tendo em mente cada uma das ações, o que o planejamento faz é organizar, coordenar e controlar os processos envolvidos. Para tanto, são estabelecidas algumas metas — afinal, é preciso ter em mãos critérios bem transparentes para que o RH seja capaz de monitorar os resultados e realizar ajustes finos.

Tudo isso parte, é claro, das demandas dos funcionários. Por isso, o primeiro passo de todo planejamento eficiente é identificá-las, assim como seus impactos e os objetivos que se almeja alcançar com as ações.

Uma empresa pode registrar, por exemplo, uma alta taxa de absenteísmo devido a dores nas costas e problemas ortopédicos em geral. Nesse caso, o planejamento deve incluir medidas para lidar com isso, sendo o objetivo a redução das ausências motivadas pelo problema médico em questão.

Em geral, pode ser interessante considerar dados epidemiológicos e demográficos do próprio setor público para entender as demandas da população da região. Contudo, é fundamental estabelecer mecanismos para realizar esse diagnóstico internamente, a fim de compreender o perfil específico de quem atua na empresa.

Quando fazer esse tipo de planejamento?

O planejamento de saúde costuma ser mais produtivo quando feito anualmente, próximo à data-base da empresa. O motivo é simples: nessa data, costumam ser feitos outros cronogramas para os 12 meses subsequentes e, por isso, o RH tem em mãos um bom conjunto de dados sobre o desempenho do ano anterior e as demandas para o período seguinte.

Isso inclui os gastos anteriores e o orçamento disponível, por exemplo. Dessa maneira, vale a pena se organizar para coletar os dados relacionados à saúde dos funcionários no mês anterior ao planejamento — tanto consultando os planos de saúde quanto avaliando métricas, como o absenteísmo. Realizar pesquisas internas também é uma ação interessante para ouvir os próprios colaboradores.

Aqui, vale chamar a atenção para a importância de reavaliar o planejamento. Por mais eficiente que ele seja, é impossível prever o futuro e saber se as demandas continuarão sendo 100% as mesmas. A pandemia da COVID-19 é um bom exemplo disso.

Quem já havia feito um planejamento de saúde ao final de 2019 certamente precisou repensá-lo para lidar com as necessidades que surgiram. A dica aqui é se manter informado quanto ao que precisa ser feito e incluir no planejamento medidas específicas de prevenção, conscientização, testagem, cuidados adicionais para quem é parte de um grupo de risco etc.

Ainda assim, tenha em mente que algumas organizações podem se beneficiar de um planejamento que considere intervalos de tempo menores ou maiores. É por isso que a identificação do perfil de uso dos serviços de saúde é tão essencial para começar.

Quais os principais motivos para fazer um planejamento em saúde e bem-estar?

O planejamento ajuda a economizar tempo na gestão de saúde. Com as ações do ano já definidas no planejamento, basta focar na execução e monitorar os resultados. É claro que será importante fazer ajustes — se algo inesperado acontece, ações complementares precisam ser tomadas.

Outro benefício é que o planejamento de saúde gera motivação e cooperação. Os próprios funcionários se sentem mais valorizados pela empresa e participam mais ativamente em eventos e demais iniciativas. Consequentemente, é possível notar um impacto positivo na produtividade.

Não podemos esquecer que, se os objetivos são alcançados, a empresa ajuda a manter a saúde dos colaboradores em dia. Como resultado, é possível controlar melhor a sinistralidade dos planos e reduzir custos.

Como implementar com eficiência?

O planejamento de saúde deve ser detalhado e contar com um cronograma de ações. Não basta, por exemplo, definir que algo deve ser feito para melhorar a saúde mental dos colaboradores. É preciso definir as ações personalizadas, para que os custos possam ser calculados: crie campanhas de adesão ao Janeiro Branco e ao Setembro Amarelo, promova eventos de educação e discussão do tema, conte com soluções de saúde etc.

Somado a isso, é fundamental contar com o apoio de especialistas, principalmente quando o momento exige ações rápidas e eficazes — como é o caso da pandemia. Assim, você pode implementar na sua empresa programas de saúde já prontos, com metodologias de sucesso e a expertise de quem tem experiência no assunto.

São estratégias desenvolvidas por quem é referência no assunto e pode ajudar sua empresa a fazer um planejamento em saúde que atenda às demandas da sua população e alcance os objetivos propostos. Por isso, vale a pena contar com esse apoio e aumentar o retorno sobre o investimento realizado. Os benefícios, como mostramos aqui, são muitos!

Se gostou do post, aproveite para seguir nossa página no LinkedIn e ficar por dentro das novidades dessa área!