Saiba a diferença entre isolamento social, quarentena e distanciamento

13 de abril de 2020

Muito tem se falado sobre o distanciamento social para ajudar a reduzir a disseminação do coronavírus. O governo está pedindo às pessoas que não se aglomerem, as empresas estão incentivando seus colaboradores a trabalharem de suas casas, bloqueios em estradas e fronteiras estão sendo montados e, para onde quer que olhemos, mensagens como “fique em casa e salve vidas” estão sendo divulgada.

Mas o que significa tudo isso? Você sabe a diferença entre isolamento, distanciamento e quarentena?

Segue breve resumo:

Isolamento: Esta é uma medida de saúde pública usada para impedir a propagação de doenças. Envolve separar uma pessoa que já está infectada com a doença do restante da sociedade.

Quarentena: Como o isolamento, esta é uma medida de saúde pública usada para impedir a propagação da doença. Aqui no Brasil foi declarada a quarentena em alguns estados, incluindo São Paulo. O decreto prevê o fechamento de estabelecimentos comerciais que não estejam entre os serviços essenciais e recomenda que a circulação de pessoas no estado se limite às necessidades imediatas de alimentação, cuidados de saúde e exercício de atividades essenciais.

No âmbito da saúde, no entanto, o conceito de quarentena é um pouco diferente. Continua sendo uma medida de saúde pública usada para impedir a propagação da doença. A diferença está na restrição da circulação, que neste caso, visa separar uma pessoa que foi exposta ao vírus do resto da sociedade. Não é possível saber ainda se a pessoa em quarentena está ou não infectada.

Distanciamento social: O distanciamento social não exige necessariamente que você fique em um lugar, apenas que fique longe de outras pessoas. Envolve evitar multidões e permanecer a pelo menos um metro e meio de distância de outros.

Então, posso ir lá fora?

Se você estiver isolado ou em quarentena médica, a resposta simples é não. Nestas situações você só deve sair em caso de emergência. Se a orientação em sua cidade for a de restrição da circulação, como no decreto firmado pelos estados, deve realmente sair de casa apenas por razões essenciais, como a compra de alimentos se ficar sem comida ou em caso de emergência.

Lembre-se, manter qualquer uma dessas atitudes é uma atitude que remete ao seu próximo e não só a você.

Fonte

Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC). “Coronavírus 2019 (COVID-19): Prevenção e tratamento.”[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]