Tecnologia em saúde: por que é urgente e assertivo investir?

24 de agosto de 2021

Como estamos vivendo na era da transformação digital, a tecnologia em saúde está revolucionando a forma de atender e tratar os pacientes. Embora essas inovações pareçam sempre chegar primeiro ao mercado privado, o setor público também pode se beneficiar delas; afinal, a tecnologia proporciona maior agilidade nos atendimentos, credibilidade e confiabilidade a qualquer instituição.

A seguir, falaremos sobre como as ferramentas digitais têm auxiliado no bom aproveitamento dos recursos de saúde pública. Continue lendo para saber mais!

Qual é a importância da tecnologia em saúde?

O investimento em tecnologia na saúde é uma questão de necessidade para as instituições do ramo. Isso porque as TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação) estão presentes na rotina domiciliar de grande parte da população — incluindo o público-alvo de órgão como prefeituras e hospitais públicos. Basta que as pessoas tenham acesso à internet para que as informações possam ser acessadas a qualquer tempo e lugar.

Imagine, por exemplo, as atribuições de um secretário de saúde. Independentemente de sua esfera de atuação, as responsabilidades e metas a serem atingidas são relativamente semelhantes. A seguir, listamos alguns dos objetivos principais de funcionários públicos dessa área.

  • redução de indicadores padronizados (como mortalidade infantil e taxa de transmissão de doenças infecciosas);
  • aumento da satisfação da população com o serviço de saúde;
  • aumento no leque de especialidades disponíveis para a população;
  • diminuição de custos na área da saúde.

Damos enfoque especial nesse último objetivo no setor público: não raramente, lidamos com um orçamento que não suporta plenamente todos os serviços, e precisamos otimizar processos para reduzir gastos.

Esse é um dos principais benefícios do uso da tecnologia em saúde. Com ela, conseguimos reduzir mão de obra humana, automatizar processos e padronizar fluxos, reduzindo o retrabalho. Além de melhorar o setor da saúde como um todo, a tecnologia evita gastos.

Tecnologia e Saúde: quais são os seus benefícios?

As inovações tecnológicas otimizam processos e trazem melhorias na área da saúde para todos os envolvidos. O investimento em tecnologia beneficia não só os pacientes, mas também os profissionais e a gestão das instituições. Separamos, a seguir, os 3 principais benefícios do uso das tecnologias no setor da saúde. Confira.

1. Melhorias no atendimento

Os softwares para a marcação de consultas são um exemplo de melhoria na agilidade, tanto para os pacientes quanto para os colaboradores. A conectividade permite aos usuários dos serviços de saúde maior comodidade e evita despesas com funcionários específicos para esse fim.

A possibilidade de agendar consultas e exames online diminui os deslocamentos dos pacientes até as clínicas, hospitais e laboratórios. O próprio usuário verifica a disponibilidade de horários que se encaixam em sua rotina pela internet. Isso diminui de tempo de espera ao telefone ou em filas para a marcação dos procedimentos.

2. Concentração das informações

O sigilo das informações sobre os pacientes é indispensável para a segurança de todos. Poder acessá-las em locais e horários variados é essencial para reduzir o tempo gasto nos procedimentos. Com a integração das informações, os históricos dos pacientes ficam registrados em plataformas que podem ser acessadas, inclusive, remotamente.

Essas informações ficam seguras na nuvem, podendo ser consultadas por médicos e outros profissionais envolvidos no tratamento do paciente. O prontuário eletrônico é um exemplo de centralização de dados, como resultados de exames, diagnósticos e medicações prescritas. Todas essas informações ficam registradas de forma eletrônica para consultas futuras.

3. Informações mais confiáveis

Quando falamos de dados digitalizados nas redes de internet, logo pensamos nos problemas de segurança e integridade das informações. Isso porque hoje as pessoas podem ter acesso a várias informações, bastando a conexão à rede. No entanto, existem mecanismos sofisticados capazes de selecionar os indivíduos que podem ter acesso a determinados documentos.

Como as instituições nesse setor trabalham com dados pessoais dos pacientes, os cuidados com o protocolo de segurança devem ser redobrados. Por esse motivo, as prestadoras de serviços na área de tecnologia e segurança da informação adaptam cada vez mais as ferramentas adequadas para proteger os arquivos digitais da saúde. Isso garante que apenas pessoas autorizadas poderão ter acesso às informações específicas.

Por outro lado, o compartilhamento por meio das redes sociais pode trazer várias distorções entre as informações. Por esse motivo, é importante que o usuário tenha confiança nas informações acessadas de forma digital. Inclusive, há um maior uso da tecnologia na pandemia, durante a qual precisamos de informações confiáveis relacionadas à propagação do vírus.

A fim de garantir a segurança, é necessária a instalação de redes Wi-Fi seguras com duplo fator de autenticação e senhas fortes. Existem também no mercado antivírus eficientes que reduzem o risco de invasões de hackers.

Quais são as possibilidades que a Sharecare proporciona?

Várias instituições vêm sendo beneficiadas com o uso das TICs. Um exemplo é a FURNAS, que recentemente ganhou projeção nacional ao anunciar o investimento de R$3 milhões na área de tecnologia. Parceira da Sharecare, ela programou o retorno ao trabalho com o auxílio do acompanhamento remoto e dos protocolos mais atualizados para a Covid-19.

Como a maioria das empresas, a FURNAS se deparou com um cenário difícil no retorno às atividades presenciais. Para tanto, seria necessário um sistema de triagem e detecção de casos suspeitos da Covid-19, assim como o acompanhamento de pacientes sintomáticos.

Para isso, ela contou com as ferramentas tecnológicas já disponíveis no mercado: um exemplo é o aplicativo, em que os colaboradores informam seus possíveis sintomas. A partir daí, utilizamos a inteligência artificial para triar os casos que precisam de atendimento médico — que, inclusive, pode ser realizado remotamente.

A partir do momento que o aplicativo caracteriza o paciente como caso suspeito, seu acompanhamento é de responsabilidade da Sharecare. Temos uma central de atendimento que funciona 24 horas por dia, 7 dias na semana. Com isso, você garante que seu funcionário está em boas mãos e consegue focar recursos financeiros e humanos na produtividade de sua instituição.

A Sharecare é uma empresa de atuação internacional. Hoje, somos responsáveis por mais de 70 milhões de pessoas em todo o mundo; e conseguimos fazer isso graças ao investimento em tecnologia em saúde de ponta e profissionais capacitados. Nossos focos são a redução de gastos em saúde, a otimização da sua gestão e programas específicos para os pacientes que mais necessitam de nossa atenção.

Se você quer levar sua administração a um novo patamar, não perca tempo! Entre já em contato com a Sharecare e saiba como nossas soluções podem ajudar.